ABPO e Wetlands firmam acordo para promover indicação geográfica da carne pantaneira

Inicio » Noticias » Reservas de agua disponibles desde las montañas hasta el mar » Ríos y lagos » ABPO e Wetlands firmam acordo para promover indicação geográfica da carne pantaneira
Noticias

A Associação Pantaneira de Pecuária Orgânica e Sustentável (ABPO) assinou uma intenção de cooperação junto à ONG Wetlands Internacional. A iniciativa das instituições visa promover o processo de Indicação Geográfica — IG da carne do Pantanal, que é um importante passo para a indicação de Procedência e Denominação de Origem e que deve elevar a rentabilidade da pecuária pantaneira.

“Com o IG, os consumidores poderão ter a certeza de que estão comprando a carne pantaneira, que é criada de forma sustentável há mais de 300 anos e é sinônimo de saúde para quem a consome”, elucida Eduardo Cruzetta, presidente da ABPO. Com o selo de origem, a carne pantaneira deverá alcançar uma maior valorização da produção, tanto no que diz respeito à pecuária orgânica quanto da pecuária sustentável certificada do Pantanal.

De acordo com Cruzetta, esse é mais um passo para que a população do Brasil conheça a cultura do Pantanal e mais uma maneira de fomentar a preservação do bioma: “A Pecuária Certificada é uma atividade sustentável e promissora, que possibilita agregar valor à carne e derivados, melhorando a rentabilidade da pecuária associada à manutenção do meio ambiente, da sua biodiversidade e sobretudo na preservação da cultura pantaneira”.

A certificação de Indicação Geográfica vai ao encontro dos valores do Programa Corredor Azul (PCA), da Wetlands International, que visa promover ações de fomento à conservação das áreas úmidas da Bacia do Prata, e, no Brasil, tem especial atenção para o Pantanal, essencial para a manutenção da biodiversidade, da cultura e das economias locais.

Razões que fundamentam a assinatura do termo de cooperação entre as duas instituições, conforme destaca a diretora executiva da Wetlands International Brasil, Rafaela Nicola. “No Pantanal, a pecuária tem grande importância econômica, mas também social e ambiental. Muitos dos proprietários rurais conseguem manter suas fazendas pecuárias sob práticas seculares que devem ser reconhecidas, por estarem mais adaptadas à dinâmica das enchentes e secas características da paisagem pantaneira. A manutenção da pecuária tradicional tem evitado os processos de exploração da terra em larga escala, como os que acontecem em outros biomas, com substituição das pastagens pela agroindústria e pecuária intensiva. Promover o fomento da carne orgânica e sustentável pode contribuir diretamente com a conservação do bioma, pois seguir com a produção orgânica e sustentável exige cumprir diversos critérios de adequação às leis e normas de proteção ambiental. Contexto que requer atenção redobrada ao gerenciamento de recursos naturais – solo, água, energia – e ao descarte de resíduos”.

Para o futuro, a ABPO disseminar as práticas de manejo sustentáveis e por meio das alianças mercadológicas desenvolvidas pela Associação, as Carnes, Orgânica e Sustentável de Origem Pantaneira, poderão ser encontradas nos principais mercados para produtos naturais e certificados, e em renomados restaurantes, já que grandes chefs da alta gastronomia dão preferência ao produto, por sua qualidade.

Sobre a ABPO

Criada em 2001 por pecuaristas da região do Pantanal, a Associação Pantaneira de Pecuária Orgânica e Sustentável (ABPO) busca sistematizar a produção para atender aos requisitos da Pecuária Orgânica Certificada brasileira e da linha Carne Sustentável do Pantanal, atuando com conceitos modernos de qualidade e desenvolvimento sustentável e busca melhorar a rentabilidade da atividade econômica na região pantaneira, através da valorização dos produtos locais certificados e do reconhecimento pela sociedade dos serviços ambientais prestados pela conservação da biodiversidade e dos recursos naturais pelos produtores.

Sobre a Wetlands International

A Wetlands International é uma organização global, não governamental, sem fins lucrativos, que tem por objetivo conservar e restaurar as áreas úmidas para a natureza e as pessoas. Ao longo dos mais de 80 anos de história, a instituição tem cumprido um papel singular na conservação desses ecossistemas vitais para o planeta e atuado em defesa das áreas úmidas e seus valores nas convenções internacionais no cumprimento da sua missão de preservar e restaurar as áreas úmidas, seus recursos e biodiversidade.

A organização é associada à Convenção de Áreas Úmidas de Importância Internacional (Convenção Ramsar). Seu escritório para a Latino América e Caribe (LAC) está sediado na Argentina. Já no Brasil, a Wetlands International tem seu escritório nacional em Campo Grande/MS.